Cidades antigas: as mais antigas do Brasil e do mundo

Quem nunca se perguntou “qual é a cidade mais antiga do mundo” ou “qual é a cidade mais antiga do Brasil”? É muito interessante buscarmos essa conexão com as nossas origens. Por isso, trouxemos algumas das cidades mais antigas do Brasil e do mundo para inspirar suas próximas viagens.

As informações cá apresentadas estavam corretas no momento da publicação. Lembre-se de sempre verificar as regras do governo lugar antes de viajar e faça reservas flexíveis para evitar que as mudanças de última hora nas restrições de viagem atrapalhem seus planos 😉

Et voilà: com você, as cidades mais antigas do Brasil e do mundo!

Cidades mais antigas do Brasil

1. Cananéia – SP

Fundada em 1531 por Martim Afonso de Sousa e localizada a 265 km de São Paulo e a 248 km de Curitiba, a cidade mais antiga do Brasil ainda preserva as casas do período colonial em seu núcleo histórico.

Foto: Isabella Rosa

Reconhecida uma vez que Patrimônio Originário da Humanidade pela UNESCO, hoje Cananéia atrai visitantes interessados em dias de folga junto ao mar e às belas ilhas da região ou aventureiros atraídos pelo ecoturismo, trilhas e cachoeiras do Parque Estadual da Ilhéu do Cardoso, bastante próximo.

Alguns historiadores apontam que Cananéia foi o primeiro povoado do Brasil; no entanto, para fins oficiais, São Vicente, também no estado de São Paulo, fundada em 1532, é considerada a primeira cidade brasileira.

2. Vila Velha – ES

Os 32 km de litoral já seriam motivos suficientes para visitar esse fado capixaba. No entanto, Vila Velha, fundada em 1535, também abriga uma boa volubilidade de construções históricas, uma vez que a charmosa Igreja Nossa Senhora do Rosário e o Convento Nossa Senhora da Penha, um dos principais cartões-postais do Espírito Santo.

Vila Velha, no Espírito Santo, uma das cidades mais antigas do Brasil.

Outro destaque da cidade é a Sarau da Penha, o terceiro maior evento religioso do Brasil, que acontece na cidade geralmente oito dias depois do domingo de Páscoa. Em 2020, em função do coronavírus, o evento foi transmitido online.

A pandemia também alterou o funcionamento dos grandes atrativos da cidade: a Igreja Nossa Senhora do Rosário segue fechada à visitação, e o Convento Nossa Senhora da Penha pode ser visitado de segunda a sexta, mas com restrição de ingresso e medidas de segurança – você pode ver as regras de visitação cá.

Vila Velha está a 15 km de Vitória, capital do estado, onde você consegue facilmente chegar de avião. Para seguir até Vila Velha, uma selecção pode ser alugar um carruagem em Vitória, assim você consegue fazer os passeios com maior autonomia e segurança. Inclusive, confira sempre as recomendações locais em relação à pandemia e se mantenha muito informado antes de viajar!

Leia mais:  Maiores cidades do Brasil – 20 mais populosas

3. Olinda – PE

Declarada Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade pela Unesco, Olinda é um dos destinos mais buscados por viajantes que chegam no Recife e está a unicamente 7 km (isso mesmo, muro de 15 minutos de carruagem!) da capital pernambucana.

Olinda está entre as mais bem preservadas cidade antigas do Brasil.

Fundada em 1535, Olinda é considerada uma das cidades coloniais mais muito preservadas do Brasil. O núcleo histórico, a Basílica de São Pedro, o Elevador Panorâmico, a Igreja da Sé do Salvador, o Convento de São Francisco, a Terreiro do Carmo e as igrejas N. S. do Rosário dos Homens Pretos de Olinda e da Misericórdia integram o quadro histórico imperdível da cidade.

Recentemente, a Prefeitura de Olinda flexibilizou algumas medidas de restrição em função da pandemia. A visitação às igrejas é permitida desde que com restrição de capacidade e uso de máscara, e está permitido o negócio das tapioqueiras e artesãos de Olinda com distanciamento entre as barraquinhas.

Você encontra facilmente bons restaurantes e hospedagens aconchegantes em Olinda. Outra opção é se hospedar em Recife, cidade com grande estrutura e atrações incríveis. Lembrando que se você considera viajar nesse momento, informe-se em sites oficiais sobre a situação do fado e sempre respeite as regras locais!

4. Salvador – BA

Fundada em 1549, já uma vez que a primeira capital do Brasil Colônia, Salvador vigia a arquitetura colonial portuguesa no mundialmente famoso Pelourinho, onde é verosímil respeitar monumentos históricos que datam do século 17 ao século 20.

Pelourinho, em Salvador, na Bahia.

O núcleo histórico de Salvador, com suas ruas de casas coloridas e igrejas antigas, foi dito Patrimônio Mundial pela Unesco em 1985. Há muito o que fazer em Salvador, mas são imperdíveis a visitante à Igreja e Convento de São Francisco e à Igreja de Nosso Senhor do Bonfim, além, é simples, da praia do Farol da Barra – todos esses destaques estão abertos à visitação, respeitando os protocolos de segurança uma vez que o distanciamento e o uso obrigatório de máscara.

Em relação às praias de Salvador, está permitida a permanência em diversas praias de segunda à sexta, assim uma vez que o aluguel de sombra e o negócio de bebidas e comidas.

De qualquer forma, se você pretende viajar agora, indicamos que você confira sites oficiais do governo para saber as últimas atualizações em relação ao coronavírus e entender o que está cândido à visitação em Salvador nesse momento 🙂

5. São Paulo – SP

A maior cidade do Brasil e da América do Sul começou, em 1554, com um escola de jesuítas para catequizar os índios, funcionando em um barracão no cumeeira de uma colina.

Leia mais:  Conheça os 10 homens mais ricos do Brasil em 2020 | Blog da Foregon
Pátio do Colégio, em São Paulo.

Para visitar essa região que marca a instalação de São Paulo, você deve ir ao Pateo do Collegio, um milenário multíplice localizado muito no núcleo da metrópole, um lugar que reúne e preserva construções do período colonial português. Os museus do lugar reabriram recentemente à visitação, funcionando de terça a sábado das 9h às 15h, com limitação na capacidade máxima de visitantes no interno dos museus e obrigatoriedade do uso de máscara.

Outros pontos compreendidos pelo chamado Triângulo Histórico (no Núcleo Histórico de São Paulo), que têm a maior concentração de história por metro quadrângulo da cidade, rememoram o início de tudo. São eles: Terreiro da Sé e os largos São Bento e São Francisco. Para completar o tour, veja também o que fazer em São Paulo em três dias.

Leia também: O que está cândido no Brasil agora? Confira os planos de reabertura nos principais destinos brasileiros!

Cidades mais antigas do mundo

1. Biblos – Líbano

Há registros da existência desta cidade desde o ano 5000 a.C. Naturalmente, com tanto tempo de vida, Biblos foi morada de diversos povos e é considerada a cidade mais antiga do mundo continuamente habitada.

Cidadela de Biblos, no Líbano

Localizada a 42 km de Beirute, capital do Líbano, Biblos abriga o Fortaleza dos Cruzados, que revela o peso da história por meio de suas imponentes ruínas. Outro ponto de interesse é a Old Souk, um dos mercados de rua mais antigos do mundo, onde é verosímil passear entre as inúmeras lojas e ruelas repletas de tecidos, roupas, suvenires e especiarias.

Atualmente, o Líbano é um dos países com restrições moderadas para brasileiros. Para saber as exigências específicas de ingresso no país confira o nosso planta global de restrições de viagem.

2. Xian – China

Com as primeiras ocupações datando de 4000 a.C., e tendo sido a capital do país por várias dinastias, Xian presenteia os visitantes com os fascinantes Guerreiros de Terracota do primeiro imperador chinês, Qin Shi Huang.

Xian, na China, e seus impressionantes guerreiros de Terracota.

A coleção de esculturas, impressionante representação dos exércitos do imperador, é uma espécie de arte funerária que foi enterrada com ele supostamente para sua proteção, posteriormente sua a morte em 210-209 a.C.

Já que a China está com fortes restrições de viagem a brasileiros em função da pandemia, a sugestão é planejar seu roteiro para quando for verosímil viajar novamente com segurança. Ao montar sua viagem para a China, lembre-se: só a visitante aos guerreiros já vale a viagem a Xian 😉

3. Plovdiv – Bulgária

Uma das cidades mais antigas da Europa, povoada desde 5.000 a.C, quem diria, fica na pouco visitada Bulgária. Com o nome de Eumolpia, Plovdiv foi conquistada pelo rei Filipe II da Macedônia, pai de Alexandre, o Grande, no ano 342 a.C.

Leia mais:  Patrono | Marinha do Brasil
Plovdiv, na Bulgária, é uma das cidades mais antigas da Europa.

Hoje Plovdiv tem uma vez que destaque um núcleo histórico e o Teatro Romano. Um olho no pretérito, outro no porvir: em 2019, a cidade foi escolhida a Capital Europeia da Cultura.

A Bulgária está fechada para brasileiros de combinação com as informações do nosso planta global de restrições. Porquê sugestão, você pode aproveitar para pesquisar sobre a cidade de Plovdiv e incluí-la no seu planejamento de roteiro de viagem pela Europa para quando pudermos estar na estrada novamente.

4. Argos – Grécia

Registros apontam a instalação de Argos no período entre 3200 e 3000 a.C, habitada ainda em torno de 5.000 a.C, o que a torna a cidade mais antiga da Grécia (o que não é pouca coisa), e provavelmente uma das cidades mais antiga da Europa.

Escadas do anfiteatro da cidade de Argos, na Grécia.

Importante na Antiguidade, hoje é menos expressiva, com muro de 30 milénio habitantes. Mas não sem atrações: viajantes geralmente param na cidade para saber suas variadas vinícolas e degustar seus excelentes vinhos. Que tal incluir Argos no seu próximo roteiro pela Grécia quando pudermos viajar novamente para a Europa?

5. Gaziantep – Turquia

Sexta maior cidade da Turquia, é uma das mais antigas regiões que seguem habitadas desde quando foi fundada, em torno de 1000 a.C. As ruínas da antiga cidade encontram-se na vila de Dülük, situada a respeito de 10 km ao setentrião do núcleo urbano moderno. Outra atração que encanta os visitantes é o Museu de Mosaicos Zeugma.

Gaziantep, na Turquia, é uma das cidades mais antigas do mundo.

A Turquia é um dos países abertos para os brasileiros, segundo o nosso planta de restrições de viagem, e a Turkish Airlines tem sido uma das companhias aéreas mais flexíveis em relação à remarcação de voos.

Caso você considere viajar posteriormente a quarentena para saber Gaziantep, saiba que a cidade fica distante de Istambul (1.114 km) e Ancara (700km), mas é facilmente acessada por voos domésticos que cruzam o país. Ou, quem sabe, pode ser sua chance de fazer uma longa roadtrip pela Turquia!

Descubra para onde você pode viajar

Planejando voltar a explorar o mundo? Descubra quais países estão abertos com nosso planta interativo e registre seu e-mail para ser notificado quando seu fado predilecto reabrir.

Gosta de cidades antigas e de história?

Confira outras sugestões, clicando nos títulos aquém:

Texto: Raquel Rezende, da Editora O Viajante
Revisão e atualização: Jade Knorre

you are watchingt: Cidades antigas: as mais antigas do Brasil e do mundo
Source Website: https://sacaairports.org
Categoría: brasil

Leave a Reply