Mercosul: origem, membros, características – Mundo Educação

O Mercado Generalidade do Sul (Mercosul) é um conjunto econômico sul-americano criado em 1991. São membros fundadores do conjunto Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai. Esse conjunto conta também com países associados, que são Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Peru e Suriname.

Essa integração entre países sul-americanos procura propiciar o desenvolvimento econômico, social e político de seus membros e associados. Para isso, tem porquê objetivo meão promover a livre circulação de bens, serviços, capital e pessoas, com redução parcial ou totalidade de tarifas, barreiras alfandegárias e impostos.

Leia também: OCDE – organização voltada ao desenvolvimento econômico e muito-estar social

Origem do Mercosul

O Mercosul foi criado em 1991 pelo Tratado de Assunção, tendo porquê membros fundadores Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai. Esse tratado estabeleceu um padrão de integração entre os países com a lógica de mercado generalidade, isto é, livre circulação de bens, serviços, pessoas, informações e mercadorias.

A Venezuela aderiu ao conjunto no ano de 2012, porém, desde dezembro de 2016, está suspensa por descumprir o Protocolo de Adesão, pois violou a Cláusula Democrática do conjunto. A Bolívia entrou porquê país associado em 1996, mas, atualmente, encontra-se porquê Estado Associado em processo de adesão. Os demais países da América do Sul possuem status de países associados.

Um conjunto econômico do tipo mercado generalidade tem porquê finalidade não só desenvolver aspectos econômicos, mas também promover a livre circulação de produtos, pessoas, bens, capital e trabalho, tornando as fronteiras entre os seus membros quase inexistentes em termos gerais.

A bandeira do Mercosul possui quatro estrelas, que representam seus membros fundadores: Brasil, Paraguai, Argentina e Uruguai.
A bandeira do Mercosul possui quatro estrelas, que representam seus membros fundadores: Brasil, Paraguai, Argentina e Uruguai.

Objetivos do Mercosul

Os objetivos do Mercosul implicam que os países possam estabelecer a livre circulação de bens, serviços e fatores produtivos, com eliminação de impostos, tarifas e direitos alfandegários. Para tal, houve o estabelecimento de uma Tarifa Externa Generalidade (TEC) no negócio com outros países e a adoção de uma política mercantil generalidade entre os membros.

Leia mais:  Top 10 Melhores Azeites de Oliva em 2021 (Gallo, Andorinha e mais)

O conjunto também visa a coordenar e direcionar a geração e adequação de políticas econômicas na tentativa de confirmar aos membros condições de concorrência no cenário numulário mundial. No campo político, os Estados, ao entrarem no conjunto, têm obrigação de adequar seus sistemas de governo a algumas exigências impostas, porquê a democracia, Direitos Humanos, políticas de desenvolvimento social etc. Essas adequações permitem uma maior harmonização entre as políticas internas dos países e, involuntariamente, maior integração enquanto conjunto, do ponto de vista social, político e, evidente, econômico.

Não pare agora… Tem mais depois da publicidade 😉

A integração inicial do Mercosul teve um saldo positivo, pois, além de ter pautas voltadas para a economia, também se voltou a aspectos políticos, Direitos Humanos, cidadania e sociedade.

Veja também: USMCA – conjunto que atualiza o Nafta, divulgado porquê Nafta 2.0

Participantes do Mercosul

Países que fazem parte do Mercosul.
Países que fazem segmento do Mercosul.

Os participantes do Mercosul na atualidade são todos os países da América do Sul, que atuam no conjunto porquê membros ou países associados. Os países-membros consistem nos países fundacionais (Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai) e a Venezuela, país-membro desde 2012, mas que se encontra suspenso por infringir regras do conjunto.

os demais países da América do Sul (Chile, Bolívia, Equador, Colômbia, Guiana, Peru e Suriname) são os associados, por participarem do conjunto de maneira regular, mas não possuem as mesmas vantagens dos membros, porquê a Tarifa Externa Generalidade (TEC).

Características do Mercosul

Os cinco países do Mercosul, juntos, somam em território o equivalente a 72% de toda a extensão territorial da América do Sul, um tamanho equivalente a três vezes à extensão da União Europeia (totalidade de 12,8 milhões de km²). São 288,5 milhões de habitantes, quase 70% do totalidade de pessoas sul-americanas, e um PIB de US$ 2,79 trilhões, 76% do totalidade de US$ 3,66 trilhões da América do Sul inteira. O conjunto, em dados reais, representa a 5ª maior economia do mundo.

Leia mais:  História da feijoada. Feijoada, um prato brasileiro

Na prática, o Mercosul é mais que uma confederação em que se procura o funcionamento e desenvolvimento pleno do negócio por meio de importação e exportação. Há uma bandeira maior defendida entre os membros e políticas que transcendem a Organização Mundial do Negócio ou outras organizações do desenvolvimento econômico mundial numulário.

Trata-se de uma integração para a procura pela prosperidade econômica, democracia, firmeza política e saudação aos Direitos Humanos e liberdades fundamentais. Essas bandeiras defendidas por um convénio econômico, social e político buscam e priorizam o pleno desenvolvimento dos países e das pessoas, no campo social e também individual.

Esse conjunto também funciona de forma prática na vida do cidadão por meio de algumas políticas, a saber:

  • Tratado sobre documentos de viagens: não há premência de visto ou passaporte para o trânsito de pessoas dentro do Mercosul.
  • Tratado de Residência: concede o recta à residência e ao trabalho para os cidadãos sem outro requisito que não a nacionalidade.
  • Tratado Multilateral de Seguridade Social: permite que trabalhadores migrantes tenham chegada aos benefícios da seguridade social.
  • Integração Educacional: prevê a revalidação de diplomas, certificados, títulos e o reconhecimento de estudos nos níveis fundamental e médio, técnico e não técnico. Os protocolos abrangem, ainda, estudos de pós-graduação.

Acesse também: Nafta – convénio de livre-negócio da América do Setentrião

Exercícios resolvidos

Questão 1 – (Ufop) O Mercosul é um processo de integração econômica regional que objetiva a construção de um mercado generalidade na América do Sul. Sobre o Mercosul, assinale a selecção incorreta.

A) É um convénio que regula o livre-negócio entre os países-membros e entrou em vigor em 1º de janeiro de 1995.

B) É um movimento de resistência ao processo de globalização econômica e cultural e tem porquê objetivo difundir a ideologia bolivariana apregoada por Hugo Chávez.

Leia mais:  Nome da bola da Copa é escolhido pela primeira vez por torcedores: Brazuca

C) É um processo de integração econômica regional que objetiva a construção de um mercado generalidade na América do Sul.

D) Propõe a eliminação das barreiras tarifárias e não tarifárias no negócio entre os países-membros e a livre circulação de mão de obra e de capitais.

E) É um conjunto econômico fundado na dez de 1990 por Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai.

Solução

Opção B. Essa selecção faz referência às políticas e movimentos sociais bolivianos, portanto não diz saudação às características do Mercosul, porquê pede o enunciado.

Questão 2 – (FEI) Um dos fatos que mais chamam a atenção no mundo contemporâneo é a formação dos chamados blocos econômicos. O Brasil vem aprofundando os entendimentos com os seus parceiros do Mercosul para melhor operacionalizar essa união. São parceiros do Brasil no Mercosul:

A) Argentina, Uruguai e Chile

B) Argentina, Bolívia e Paraguai

C) Uruguai, Argentina e Peru

D) Argentina, Paraguai e Uruguai

E) Chile, Paraguai e Argentina

Solução

Opção D. São países-membros do Mercosul: Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai. Atualmente a Venezuela encontra-se suspensa do conjunto, portanto vale saber que os países-membros ainda são os fundadores.   

you are watchingt: Mercosul: origem, membros, características – Mundo Educação
Source Website: https://sacaairports.org
Categoría: brasil

Leave a Reply