Minas Gerais: dados gerais, mapa, história

O estado de Minas Gerais localiza-se na região Sudeste, a mais rica e mais populosa do país. Dessa maneira, Minas está entre os estados mais ricos do Brasil, com cidades importantes para todo o território pátrio, uma vez que:

Leia também: O que são megacidades?

Dados gerais de Minas Gerais

Todos os dados a seguir foram retirados do Instituto Brasílio de Geografia e Estatística (IBGE) e de concórdia com o último recenseamento (2010) e pesquisas mais atualizadas, com seus respectivos anos entre parênteses.

  • Região: Sudeste

  • Capital: Belo Horizonte

Vista aérea da capital mineira, Belo Horizonte. [1]
Vista aérea da capital mineira, Belo Horizonte. [1]
  • Governo: eleito democraticamente, por meio de eleições diretas, ocupando o missão por quatro anos, podendo ser reeleito por igual período.

  • Espaço territorial: 586.521,123 km² (IBGE, 2019)

  • População: 21.292.666 de habitantes (IBGE, 2020)

  • Rendimento mensal domiciliar per capita: R$ 1.358 (IBGE, 2019)

  • Densidade demográfica: 33,41 hab/km² (IBGE, 2010)

  • Fuso: fuso horário de Brasília, a 45º GMT Oeste (- 3 h)

  • Índice de Desenvolvimento Humano: 0,731 (IBGE, 2010)

  • Totalidade de veículos: 11.191.341 (IBGE, 2018)

  • Gentílico: mineiro

Não pare agora… Tem mais depois da publicidade 😉

Geografia de Minas Gerais

Em Minas Gerais podemos encontrar três biomas brasileiros: Caatinga, Denso e Mata Atlântica, além de algumas áreas com ocorrência de campos rupestres, muito generalidade em áreas de altitudes elevadas.

A Caatinga marca sua presença no setentrião do estado, na mote com a Bahia, em próprio no Vale do Jequitinhonha. Essa região sofre com a secura do sertão, possuindo as cidades mais pobres do estado e muita similaridade com as paisagens nordestinas, tanto em relação ao clima quanto ao relevo.

A Mata Atlântica é o segundo maior bioma do estado, sendo encontrada na segmento oriental, nas divisas com Espírito Santo e Rio de Janeiro. Bromélias, cipós, samambaias e orquídeas são comuns nesse bioma.

Já o Denso, maior bioma presente no estado, aparece em 50% do território mineiro, sendo causa de importantes bacias hidrográficas que nascem em Minas Gerais, uma vez que a bacia do São Francisco e a do rio Jequitinhonha.

Em relação ao clima, apresenta variações do tropical, com temperaturas anuais médias na vivenda dos 18 ºC. Nas áreas de maior altitude, há temperaturas anuais menores. No universal, o estado apresenta duas estações muito definidas: uma quente e chuvosa, entre outubro e março, e outra mais seca e amena, entre abril e setembro.

Na hidrografia, o estado é sabido com a caixa d’chuva do Brasil, devido ao grande armazenamento de chuva no território e aos biomas. Os rios de destaque são:

  • rio Grande

  • rio Gulosice

  • rio São Francisco

  • rio Jequitinhonha

  • rio Paranaíba

  • rio Paraíba do Sul

  • rio Pardo

Já o relevo mineiro compreende áreas com altitudes que podem chegar a quase 2900 m, uma vez que a Serra do Caparaó, a mais subida do estado, com pico de 2890 m de altitude. Grande segmento de Minas Gerais está localizada no planalto atlântico, região conhecida pelos mares de morros no Sudeste brasílico. Planaltos e chapadas são muito comuns no estado.

No sudoeste de Minas, encontramos a mais famosa formação geológica, a Serra da Canastra, que abriga as nascentes do rio São Francisco e o Parque Vernáculo da Serra da Canastra, importante ponto turístico e de preservação ambiental do país.

Veja também: Rio Tietê – um dos rios mais conhecidos do Brasil

Leia mais:  Capitais do Brasil: quais são, estados, mapa

Localização de Minas Gerais

Minas Gerais localiza-se na região Sudeste do Brasil. Suas fronteiras são:

Observe o planta:

Subdivisão geográfica de Minas Gerais

Segundo o governo de Minas Gerais, o estado está dividido em 853 municípios (o estado brasílico com a maior quantidade), sendo eles subdivididos em 10 Regiões de Planejamento, conforme o planta a seguir.

Mapa de Minas Gerais com a divisão regional.
Planta de Minas Gerais com a subdivisão regional.

Ainda de concórdia com o governo mineiro, a quantidade de municípios em cada região está distribuída da seguinte maneira:

Demografia de Minas Gerais

A população mineira é a segunda maior do Brasil, detrás do estado de São Paulo, o mais populoso. Toda essa população possui uma possante tradição, que é passada de geração em geração, uma vez que a figura dos benzedeiros e raizeiras, que usam remédios naturais uma vez que manancial de trato e medicina selecção para quem os procura.

O indumentária de estar, geograficamente, no meio da região Sudeste fez com que Minas Gerais atraísse uma população ávida por conquista e glória na invenção de pedras preciosas, no século XVII. Essa avidez ainda vive nos mineiros, sempre solidários com seus pratos de quitandas, com bolos, broas e o famoso pão de queijo.

Na culinária, o mineiro mistura ingredientes oriundos dos três povos que formaram a população de Minas e, também, de grande segmento do Brasil. Pratos com ingredientes indígenas, africanos e europeus permeiam a culinária desse estado, uma vez que o feijoeiro tropeiro, torresmo, angu de milho virente, paçoca de mesocarpo seca, entre outros.

Na arte barroca, nas modas sertanejas e/ou nas tradições indígenas e africanas, a população mineira molda seu caráter ao longo do tempo, com a propriedade de ser um povo solícito e carismático.

Acesse também: Qual a diferença entre população relativa e população absoluta?

Economia de Minas Gerais

No campo econômico, Minas Gerais possui vários destaques, uma vez que a indústria extrativa mineral, o turismo e o agronegócio, sendo a primeira a mais importante do estado. Estima-se que mais de 50% da produção brasileira de minério de ferro estejam localizados em Minas, além de 29% dos demais minérios serem extraídos do solo mineiro.

possante presença industrial, em próprio o ramo automobilístico. No agronegócio, o destaque fica por conta da geração/produção de mesocarpo bovina, milho, leite e moca.

Devido ao relevo montanhoso, o estado conta com várias cachoeiras e parques, sendo o turismo um setor importante para sua economia. Entre as cidades visitadas, labareda atenção Ouro Preto, São João del Rei e Poços de Caldas.

Cânion na cidade de Capitólio é uma atração turística do estado de Minas Gerais.[2]
Cânion na cidade de Capitólio é uma atração turística do estado de Minas Gerais.[2]

Infraestrutura de Minas Gerais

Minas Gerais conta com a maior malha rodoviária do país, com 16% das rodovias municipais, estaduais e federais existentes no Brasil. Segundo o governo do estado, são 272.062,90 km de rodovias. Desse totalidade, a maioria (240.571,90 km) consiste em rodovias municipais, e grande segmento não é pavimentada.

Quanto às rodovias estaduais, 22.286 km são pavimentados e 4.925,75 km ainda são de estradas de terreno. Quanto às federais (9.205 km), somente 576,60 km não são pavimentados.

Pelo estado cruzam as principais rodovias federais do Meio–Sul brasílico, sendo importantes vias de notícia entre os estados dessa região, além de servir uma vez que entreposto para a ida até estados nordestinos e nortistas.

Rodovias uma vez que a BR 381, conhecida uma vez que Fernão Dias, e a BR 040 revelam a posição geoestratégica do estado na relação entre zonas interioranas e áreas litorâneas brasileiras.

Cultura de Minas Gerais

A cultura mineira soube aproveitar suas raízes históricas, incorporando tradições indígenas, africanas e europeias e vários segmentos da arte, da cultura, da gastronomia e de outros itens semelhantes.

Na literatura, dois ícones brasileiros são mineiros:

Carlos Drummond de Andrade

Guimarães Rosa

Na arte barroca, Aleijadinho encanta-nos ainda hoje com suas obras feitas há mais de dois séculos.

Para os amantes da história colonial brasileira, cidades históricas não faltam: Ouro Preto, Congonhas, Diamantina, São João del Rei, Mariana, Tiradentes, sendo as três primeiras Patrimônio Mundial da Humanidade.

Ouro Preto, Patrimônio Mundial da Humanidade. [1]
Ouro Preto, Patrimônio Mundial da Humanidade. [1]

Em Brumadinho, cidade na região metropolitana da capital Belo Horizonte, encontra-se o Museu de Inhotim, considerado o maior museu a firmamento simples do mundo.

Breve história de Minas Gerais

A região em que hoje é o estado de Minas Gerais começou a ser ocupada ainda no século XVII, por meio do trabalho dos bandeirantes. No século seguinte, em 1720, surgiu a capitania de Minas Gerais, pois a invenção de pedras preciosas atraiu os olhos da Grinalda portuguesa para a localidade.

Ainda no século XVIII, Minas Gerais observou rápido povoamento e surgimento de aglomerações urbanas devido à exploração de recursos minerais, tornando-se um grande meio econômico do período colonial.

A subida cobrança de impostos por segmento do governo português em relação aos recursos extraídos de Minas Gerais gerou uma grande revolta popular no término do século XVIII, originando o movimento que ficou sabido uma vez que Inconfidência Mineira. Nesse movimento, os seus idealizadores pregavam o rompimento das relações entre colônia e metrópole. Ainda hoje, a bandeira do estado celebra tal feito, com a frase Libertas que sera tamem, que significa “Liberdade, ainda que tardia”.

 Bandeira do estado de Minas Gerais.
Bandeira do estado de Minas Gerais.

No século XIX, a introdução do plantio de moca fez com que houvesse investimentos em infraestrutura, uma vez que ferrovias, e propiciou o desenvolvimento industrial do estado. No entanto, foi com a produção alimentícia, em destaque a produção de laticínios, que Minas Gerais ganhou força no cenário pátrio no início do século XX, sendo os políticos mineiros protagonistas da chamada “política do moca com leite”, em menção ao moca paulista e ao leite mineiro.

Créditos das imagens

[1] Luis War / Shutterstock

[2] Marco A M Oliveira / Shutterstock

 

Por Átila Matias
Professor de Geografia

you are watchingt: Minas Gerais: dados gerais, mapa, história
Source Website: https://sacaairports.org
Categoría: brasil

Leave a Reply