Regras do Beisebol (Regras do Baseball)

O Beisebol é um esporte pouco divulgado e, consequentemente, pouco praticado no Brasil. Infelizmente, muitas pessoas pensam que o jogo se resume em “rebater uma bolinha”. Porém, leste é um grande erro. Através deste guia, o Blog do Beisebol tem o objetivo de explicar as regras do beisebol e os conceitos básicos deste fascinante esporte.

Entradas (Innings)

Em universal, esportes têm sua duração definida por tempo (uma vez que no futebol, basquete e handebol) ou pontuação atingida (vôlei e tênis). No beisebol, entretanto, os jogos são definidos ao atingir um número de eliminações (27). Assim, as partidas não têm uma duração média predefinida, podendo variar de uma hora e meia, quando um time é muito superior ao outro, até verdadeiras maratonas de seis horas quando o estabilidade prevalece!
As equipes se revezam em turnos de ataque e resguardo. Enquanto uma se defende, a outra ataca. Quando um vez se encerra, as equipes trocam de posição: quem atacava passa a proteger e quem defendia passa a hostilizar. A cada dois turnos, completa-se uma ingresso (inning). O jogo termina com nove entradas. Caso ao final dessas nove entradas os times estejam empatados, são jogadas entradas extras, até que alguma equipe abra vantagem e saia vitoriosa.
O primeiro vez de uma ingresso é chamado de “secção subida” e é caracterizado pelo time da mansão arremessando, enquanto o time visitante rebate. O segundo vez dessa mesma ingresso é chamado de “secção baixa”, sendo que os times invertem suas funções e o time da mansão passa a hostilizar, enquanto o visitante defende. Isso ocorre porque o time da mansão sempre tem a vantagem de hostilizar por último na 9ª ingresso, podendo vencer o jogo na última jogada (Walk-Off).

Ataque x Resguardo

Durante um vez de ataque, o time é representado por unicamente um jogador por vez para tentar a rebatida. Já o time que está na resguardo atua com nove jogadores distribuídos no campo:
defesa
P = Pitcher ou Arremessador (responsável por realizar os arremessos do time, em procura da eliminação adversária)
C = Catcher ou Receptor (responsável por recepcionar as bolas arremessadas pelo pitcher)
1B = First Baseman ou 1ª Base (responsável por proteger o lado recta do infield e realizar eliminações na primeira base)
2B = Second Baseman ou 2ª Base (responsável por proteger o lado centro-direito do infield e realizar eliminações na segunda base)
SS = Shortstop (responsável por proteger o lado centro-esquerdo do infield e realizar eliminações na segunda base)
3B = Third Baseman ou 3ª Base (responsável por proteger o lado esquerdo do infield e realizar eliminações na terceira base)
RF = Right Fielder (responsável por proteger o lado recta do outfield)
CF = Center Fielder (responsável por proteger a porção meão do outfield)
LF = Left Fielder (responsável por proteger o lado esquerdo do outfield)

Pode-se manifestar que a figura de destaque na resguardo é o Pitcher (Arremessador). Sua função é impulsionar a esfera para o catcher, que realiza as recepções. O objetivo do lançadura é atingir a “zona de strike”, uma superfície imaginária, determinada pelo Umpire principal (perito que fica logo detrás do catcher), que se localiza entre os ombros e os joelhos do rebatedor (jogador representado pelos pontos vermelhos na figura).

Arremessando

A partir do lançadura, três situações podem ocorrer:

– STRIKE
É o objetivo do pitcher. Existem três formas de se conseguir o strike:
1- Impelir a esfera na zona de strike e o rebatedor não tentar a rebatida (called strike);
2- Impelir a esfera em qualquer superfície e, ao tentar a rebatida, o rebatedor não acerta a esfera (swinging strike);
3- O rebatedor manda a esfera para uma superfície considerada “fora do campo” (foul).

Leia mais:  Sabiá-laranjeira é ave símbolo do Brasil | Terra da Gente

– BALL
Caso o lançadura do pitcher não atinja a zona de strike e o rebatedor não tente a rebatida, o perito faz a chamada de “ball”. A cada quatro balls contra um mesmo rival, o arremessador cede um Walk, que consiste na passagem automática do rebatedor para a 1ª base. Caso já exista um jogador do time na 1ª base, leste avançará para a 2ª base e o rebatedor, que recebeu o Walk, vai para a 1ª base.

– BOLA EM JOGO
Se o jogador de ataque conseguir rebater a esfera para a secção “dentro de campo” (fair) será considerada esfera em jogo. A partir daí, ele pode chegar em base, apontar/impulsionar corridas ou ser eliminado.
_

Eliminações

Quando um time está na resguardo, seu objetivo é varar três adversários para que ocorra a mudança de turnos e entradas. Basicamente, as eliminações podem ocorrer de cinco maneiras (ilustradas através de GIFs para facilitar o entendimento):

– STRIKEOUT
Quando o pitcher consegue três strikes contra um mesmo rebatedor é considerado strikeout e o jogador é eliminado. Um pormenor importante é que o 3º strike não pode ser um foul ball, a menos que o rebatedor tente um bunt (veja adiante) e leste torne-se foul.

Exemplo de Strikeout
Exemplo de Strikeout

– FLYOUT
Se, em seguida a rebatida, um jogador da resguardo pega a esfera sem que ela toque no solo, o rebatedor é maquinalmente eliminado.

Exemplo de Flyout
Exemplo de Flyout

– GROUNDOUT
Se, em seguida a rebatida, um jogador da resguardo pega a esfera depois que ela toca o solo e a lança até a 1ª base, onde exista outro protector pisando nela e que agarre a esfera, o rebatedor é eliminado, desde que ele ainda não tenha tocado a própria 1ª base.

Exemplo de Groundout
Exemplo de Groundout

– FORCEOUT
O forceout aplica a mesma lógica do groundout (protector pisar na base antes do galeria), porém só pode ocorrer na 2ª, 3ª e 4ª bases (home plate). Para que a eliminação aconteça, é necessário que as bases anteriores estejam ocupadas:
– Para ocorrer na 2ª base, deve possuir um galeria na 1ª base;
– Para ocorrer na 3ª, deve possuir corredores na 1ª e 2ª bases;
– Para ocorrer no home plate, deve possuir corredores na 1ª, 2ª e 3ª bases.
Assim, se um jogador estiver na 1ª base e o rebatedor colocar uma esfera rasteira em jogo, a resguardo pode lançar a esfera para o protector que estiver próximo à 2ª base. Se leste pisar na base antes do galeria que estava na 1ª base, portanto realizará a eliminação do galeria.

Exemplo de Forceout
Exemplo de Forceout

– TAG OUT
Se um jogador da resguardo encosta a esfera num galeria, que não esteja em contato com uma base, leste é maquinalmente eliminado.

Exemplo de Tag Out
Exemplo de Tag Out

Também é provável que a resguardo realize uma combinação desses tipos de eliminações num mesmo lance. Por exemplo, forceout + groundout, ou seja, varar o jogador que estava correndo em direção à 2ª base (forceout) e rapidamente lançar a esfera para a 1ª base, antes que o rebatedor chegue até ela (groundout). Neste caso, se caracteriza uma Double Play, eliminando dois jogadores do ataque em uma única jogada.
_

Rebatidas

Nos turnos de ataque, os jogadores do time viram rebatedores. Seu objetivo é conseguir uma rebatida válida. Basicamente, existem dois tipos de rebatidas: o swing normal, em que o jogador faz o movimento completo, e o bunt, no qual o jogador unicamente bloqueia a esfera, geralmente utilizado para impulsionar um companheiro de equipe que já esteja em base para a base seguinte. Para que se torne uma rebatida válida, é necessário que a esfera vá para a secção considerada “dentro do campo” (fair) e que não ocorra uma eliminação no ataque.
Posteriormente o contato entre o taco e a esfera, o rebatedor torna-se galeria. À partir daí, seu objetivo é passar até a primeira base sem ser eliminado e ainda possibilitar que seus companheiros que estejam em base (caso haja qualquer) corram até a(s) próxima(s) base(s). Quando um jogador chega em uma base e seus companheiros avançam sem serem eliminados, dizemos que ele está à salvo e que conseguiu uma rebatida válida.
Uma rebatida válida pode ser:
– SIMPLES: o rebatedor vai até a 1ª base com sua rebatida.
– DUPLA: o rebatedor vai até a 2ª base com sua rebatida.
– TRIPLA: o rebatedor vai até a 3ª base com sua rebatida.
– INSIDE THE PARK HOME RUN: o rebatedor vai até a 4ª base (home plate) com sua rebatida (muito rara de intercorrer).
– HOME RUN: o rebatedor manda a esfera para fora dos limites do campo (geralmente para as arquibancadas) numa superfície considerada válida, e todos os jogadores em base anotam a corrida (inclusive o rebatedor). Uma vez que já citado anteriormente, se ele rebater e a esfera trespassar de campo numa superfície inválida, será considerada foul.

Leia mais:  Qual o estado mais pobre do Brasil? – Estados e Capitais do Brasil

OBS: Caso o jogador realize uma rebatida em que a esfera toque o solo ou no muro e depois saia dos limites do campo, será considerada uma rebatida dupla automática (Ground Rule Double) e todos os jogadores em base avançarão duas bases, assim uma vez que o rebatedor.
_

Avançando bases e anotando corridas

Uma vez que dito anteriormente, uma vez em base, o jogador está à salvo. Ele permanecerá nesta base até que venha o próximo rebatedor de seu time e enfrente o pitcher rival. Caso seu companheiro consiga uma rebatida válida, o jogador do ataque que estava na base deve passar para a base seguinte. No totalidade, existem 4 bases, sendo que quando se alcança a quarta base (home plate) à salvo, o jogador anota uma corrida. As corridas são uma vez que pontos: o time que apontar mais corridas depois de nove entradas jogadas vence a partida. Há ainda outras duas maneiras de conseguir prosseguir nas bases:

– ROUBAR BASES
O galeria pode tentar roubar a próxima base enquanto seu companheiro de time enfrenta o arremessador rival. Para que o roubo ocorra, no momento em que o pitcher realiza o movimento do lançadura, o “ladrão” deve passar até a base seguinte, chegando nela à salvo. A resguardo, por sua vez, percebendo a tentativa de roubo, deve tocar o galeria com a esfera (tag out), antes que ele chegue na base. Em universal, a eliminação depende de um lançamento poderoso e preciso do catcher para o jogador da resguardo que esteja mais próximo da base que o galeria está tentando roubar.

– ERRO
Caso o time rival cometa um erro defensivo, os corredores podem tentar passar e chegar à salvo nas próximas bases.
_

Erros

Durante o jogo, podem ocorrer erros defensivos que favorecem o ataque rival. Os erros mais comuns são:

Leia mais:  Viaje para o exterior preparado!

– LANÇAMENTO ERRADO (THROWING)
Sempre que um jogador da resguardo lançar a esfera para outro protector de maneira errada, ou seja, muito subida/baixa ou na direção errada, impossibilitando que o companheiro apanhe a esfera, será considerado um erro. Caso o lançamento saia do campo e vá parar na arquibancada, cada jogador do ataque avança maquinalmente duas bases.

– DEFESA PERDIDA (FIELDING)
Sempre que um jogador de resguardo não conseguir pegar a esfera numa resguardo considerada fácil, será considerado um erro. Por exemplo, se o jogador do ataque rebate uma esfera que vai na direção do Right Fielder, que se posiciona aquém dela, espera até que caia, porém a mesma bate em sua luva e ele não consegue efetuar a resguardo (Flyout), possibilitando ao rival chegar em base sem ser eliminado, será considerado um erro.
Caso o ataque anote uma corrida devido ao erro defensivo do rival, o pitcher não será responsabilizado pela corrida (Unearned Run – confira no “Vocabulário”).
_

Placar

O placar é muito simples de ser entendido. Vamos nos consistir na figura aquém:

placar

-Em VERDE ficam os nomes das equipes. Neste caso, são as iniciais de Arizona Diamondbacks e New York Mets.
-Em AMARELO, aquém dos números 1 até 9, fica a quantidade de corridas anotadas por cada equipe nas entradas. Neste caso, New York anotou quatro corridas na 4ª ingresso, uma na 5ª e mais quatro na 8ª. Repare que há um “x” na nona ingresso, pois o New York Mets já havia proveito a partida, já que Arizona não teria mais passagens pelo ataque para tentar volver o placar.
-Em AZUL, aquém da letra R, fica o número totalidade de corridas anotadas por cada time durante o jogo. Neste caso, Arizona anotou 6 corridas, enquanto New York anotou 9.
-Em PRETO, aquém da letra H, fica o número totalidade de hits (rebatidas) conseguidos por cada time. Neste caso, Arizona conseguiu 9 hits, enquanto New York conseguiu 12.
-Em ROXO, aquém da letra E, fica o número totalidade de erros cometidos por cada time. Neste caso, Arizona cometeu um erro e New York nenhum.
_

Para entender melhor…

Agora você já sabe o substancial das regras do beisebol. Para esclarecer suas dúvidas e entender melhor uma vez que o esporte funciona, recomendamos que:
– Assista aos jogos. Com certeza em pouco tempo você entenderá melhor o esporte. Atualmente, ESPN e Fox Sports detêm os direitos de transmissão de partidas da MLB para o Brasil.
– Jogue games sobre o esporte. Videogames são bastante intuitivos e rapidamente você começa a entender a dinâmica das jogadas.
– Visite a página “Vocabulário” cá do Blog para entender as expressões e abreviações do beisebol.
– Deixe um observação com suas dúvidas, que o Blog do Beisebol terá a maior honra em respondê-las!


you are watchingt: Regras do Beisebol (Regras do Baseball)
Source Website: https://sacaairports.org
Categoría: brasil

Leave a Reply